DMPL

Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL)

A Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL) é um documento contábil que contém informações sobre o patrimônio líquido e a formação de reservas da empresa em determinado período. Esta demonstração substituiu a DLPA (Demonstração de Lucros e Prejuízos Acumulados), e serve como um complemento ao Balanço Patrimonial, sendo essencial para o controle dos custos.

A publicação da DMPL é obrigatória para empresas de capital aberto, segundo a instrução n. 59/1986 emitida pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). No ERP MAXIPROD, a DMPL é estruturada e usada, principalmente, para a emissão do SPED Contábil (ECD).

Cada DMPL é formada por registros denominados Códigos de aglutinaçãoque são linhas de cálculo da demonstração com valores originados dos lançamentos contábeis das contas contábeis às quais estes códigos de aglutinação estão associados. Ou seja, no cadastro de contas contábeis, pode-se associar cada conta contábil a um Código de aglutinação, e valor de cada código corresponde ao saldo (crédito – débito) dos lançamentos contábeis das contas vinculadas ao código, durante o período definido.

Para a geração da DMPL no SPED Contábil (ECD), é necessário o cadastramento e estruturação dos Fatos contábeis, associados aos lançamentos contábeis destacados no arquivo gerador da ECD (Escrituração Contábil Digital).

Códigos de aglutinação

O cadastramento dos códigos de aglutinação é necessário para o cálculo dos lançamentos contábeis de determinadas contas. Para cadastrá-los, selecione o menu Contabilidade > Cadastros > Códigos de aglutinação. 

Cada código corresponde a um registro da DMPL. Assim, devemos cadastrar os códigos referentes a “Capital Subscrito”, “Reservas de Capital”, “Lucros/Prejuízos acumuladas”, etc.

Os códigos de aglutinação são atribuídos às contas contábeis correspondentes. Assim, todos os lançamentos da(s) conta(s) que estiver(em) preenchida(s) com o código de aglutinação serão calculados na DMPL. Na tela de edição daconta contábil (menu Contabilidade > Cadastros > Contas contábeis), o campo “Código de aglutinação” mostra as opções cadastradas para seleção.

DMPL

Uma vez cadastrados os códigos de aglutinação, é criada a tabela de cálculo da DMPL através do menu Contabilidade > Cadastros > DMPLs

Nesta tela, clique no botão para criar uma nova DMPL. É lhe atribuído um nome e marcada a caixa de seleção “Favorito”, caso esta seja a DMPL a ser utilizado para fins fiscais (como a emissão do Sped Contábil (ECD), por exemplo). Feito isto, pode-se estruturar a DMPL usando os códigos de aglutinação já cadastrados, clicando novamente no botão

Na inserção de um código de aglutinação na DMPL a ser criada, definimos uma ordem para ele, que será a ordem em que aparecerá nos cálculos (por exemplo, ordem 1 para o “Capital Social”, ordem 2 para “Reservas” e assim por diante).

Abaixo, um exemplo dos códigos de aglutinação estruturados no cadastro de uma DMPL:

Importante! Os registros da DMPL são privativos de cada empresa e o exemplo acima é apenas simbólico para fins de orientação desta página de ajuda. É essencial o conhecimento contábil para a estruturação dos códigos de aglutinação usados na demonstração do patrimônio líquido. Ao contrário do que acontece com o Balanço Patrimonial e o DRE, não há uma DMPL padrão no cadastro da Maxiprod.

Fatos contábeis

Uma vez cadastrados os códigos de aglutinação e a DMPL, devem ser cadastrados os fatos contábeis, através do menu Contabilidade > Cadastros > Fatos contábeis.

Nesta tela, clique no botão para criar um novo fato contábil. A cada fato contábil deve ser atribuído um código identificador e preenchida a descrição, além de uma observação, se desejado.

Abaixo, um exemplo de fatos contábeis cadastrados no sistema:

Importante! Os fatos contábeis acima são apenas exemplos para fins desta página de ajuda. O cadastro dos fatos contábeis é específico para cada empresa e elaborado conforme as orientações da sua contabilidade. Portanto, da mesma forma como na DMPL, não há um cadastro de fatos contábeis padrões.

Com o fato contábil cadastrado, podemos atribui-lo aos lançamentos contábeis. Isto é feito na tela de lançamentos contábeis (menu Contabilidade > Lançamentos contábeis). Selecione o(s) lançamento(s) desejado(s), e clique no menu Ações > Preencher fato contábil dos LCs selecionados.

É aberta uma tela para a seleção do fato contábil que se deseja atribuir ao(s) lançamento(s) selecionado(s). As opções disponíveis para preenchimento são os fatos contábeis cadastrados:

Para desvincular um fato contábil de um conjunto de lançamentos contábeis, selecione o(s) lançamento(s) desejado(s), e clique no menu Ações > Limpar fato contábil dos LCs selecionados

Importante! A tela de lançamentos contábeis pode ser personalizada para permitir a consulta de determinados fatos contábeis. O exemplo abaixo mostra a coluna que identifica o fato contábil de cada lançamento.

Na tela de LCs, há um filtro que permite selecionar os lançamentos contábeis vinculados a determinado fato contábil:

SPED Contábil (registros J210 e J215)

Uma vez gerada a DMPL, as mesmas informações podem ser usadas para gerar o SPED Contábil (ECD). A imagem abaixo mostra a DMPL (registro J210) cadastrada no Maxiprod com os valores correspondentes aos códigos de aglutinação que tiveram lançamentos no período do SPED, bem como os fatos contábeis (registro J215) com o valor do lançamento anteriormente atribuído.

Importante! Para que não sejam gerados erros no validador do SPED Contábil, é necessária a atribuição dos fatos contábeis a todos os lançamentos das contas correspondentes aos códigos de aglutinação cadastrados na DMPL. Se um ou mais lançamentos que foram calculados na DMPL não tiverem um fato contábil atribuído, o validador da Receita Federal gerará erros de divergência de valores.