Conjuntos alternativos

Itens-conjunto alternativos

Os itens-conjunto alternativos são códigos que representam itens similares. Assim, na falta de grampos de plástico, outros de aço atenderão a necessidade. Apesar de mais caros, pode ser melhor utilizá-lo do que aguardar o fornecimento do grampo de plástico, atrasando a entrega do produto.

Cadastram-se as diferentes alternativas como itens-filho de um item-conjunto de procedência Alternativo, por exemplo:

GRAMPO_XYZ                  // item-conjunto alternativo
+ 1 GRAMPO_XYZ_PLASTICO     // item comprado 
+ 0,5 GRAMPO_XYZ_ACO        // item comprado

Os itens-conjunto alternativos, como GRAMPO_XYZ, não existem fisicamente, portanto não podem ser comprados, produzidos, estocados, etc.

As diferentes opções podem ter diferentes rendimentos, como no exemplo acima. Um GRAMPO_XYZ_ACO é duas vezes mais forte do que um GRAMPO_XYZ_PLASTICO, portanto será necessária a metade da quantidade.

Seja a estrutura de produto de um item fabricado:

PLACA1
+ 6 GRAMPO_XYZ         // item- conjunto alternativo

uma ordem de produção de PLACA1 aceitará como insumo tanto GRAMPO_XYZ_PLASTICO como GRAMPO_XYZ_ACO .  Se apenas uma das alternativas existir no estoque, a decisão é simples. Se houver mais de uma alternativa, é necessário um critério de prioridade para selecionar o item:

  • P: posição na estrutura de produto do item-conjunto alternativo. Tanto o MRP, como o cálculo de custo industrial, utilizam este
  • C: custo mais baixo
  • V: lote com data de vencimento mais próxima
  • F: lote com data de fabricação mais antiga

Os registros de movimentação informam tanto o item efetivamente baixado, como o item-conjunto alternativo, e suas quantidades.

Para facilitar a leitura do texto a seguir, {F} denotará “item-conjunto alternativo F” .

Normalmente, a quantidade de um insumo a baixar para uma ordem de produção é dada por “quantidade da OP * quantidade do insumo na estrutura de produto”.  Ou seja, se a OP é de 10 placas, e cada placa tem 6 grampos, temos que baixar 60 grampos para a OP.

Mas, se o item-filho é um item-conjunto alternativo, esta quantidade ainda é multiplicada pela quantidade da alternativa escolhida, dentro da estrutura de produto do item-conjunto alternativo. Se usarmos grampos de plástico, são necessários 6 * 10 * 1 = 60 grampos.  Mas se usarmos grampos de aço, são necessários apenas 6 * 10 * 0,5 = 30 grampos.

Exemplo

Seja:

  • 1 Bolo
  • + 2 {Ovo}  // item conjunto-alternativo; a quantidade ‘2’
  • + outros insumos (farinha, açúcar, etc)

Neste exemplo, {Ovo} é um item-conjunto alternativo com 2 opções: “Ovo em pó” e “Ovo in natura”, com rendimentos diferentes, como mostra sua estrutura de produto:

Portanto, uma ordem de produção (OP) de 5 Bolos, onde cada Bolo consome 2 {Ovos}, usará um total de 10 {Ovos}. Conforme a disponibilidade e preço, há várias formas de atender essa necessidade:

  • 10 * 0,25 kg = 2,5 kg de “Ovo em pó”
  • ou 10 * 5 un = 50 un de “Ovo in natura”
  • ou alguma combinação de “Ovo em pó” e “Ovo in natura”

Vamos assumir que a opção preferencial seja “Ovo em pó”, mas há apenas 1,5 kg em estoque. Quantos “ovo in natura” faltam para completar a receita?

  • Os 1,5 kg de “Ovo em pó” correspondem a  1,5 / 0,25 = 6 {Ovos},
  • portanto faltam 10 – 6 = 4 {Ovos}
  • para obter esses 4 {Ovos }, são necessários ainda 4 * 5 = 20 “Ovos in natura”

Para uma análise matemática mais detalhada, clique aqui.

Outro exemplo

As OPs do item “Placa” tem um insumo {Resistor}.

  • por padrão, utiliza-se o resistor da marca “A”, mas na falta do “Resistor A”, pode-se utilizar resistores das marcas “B” ou “C”. Essa variação pode ocorrer por diferentes motivos: custo, prazo  de validade, etc.
  • o item-filho do item “Placa” será um item-conjunto alternativo {Resistor}, com os itens “Resistor A”, “Resistor B” e “Resistor C”.

Configurando um item-conjunto alternativo

  1. Criamos o item {Resistor}
  2. No campo “Procedência” desse item, selecionamos a opção “Alternativo”. item alternativo 1
  3. Selecionamos o critério de baixa. Como a preferência se dá pela marca, escolhemos a opção “posição na estrutura”.item alternativo 2
  4. Informamos as opções de resistores.  Cadastramos os resistores “Resistor A”, “Resistor B” e “Resistor C”, e os inserimos como itens-filhos de {Resistor}, em ordem de preferência.

item alternativo 3

Criação da estrutura de produto com item-conjunto alternativo e ordens de produção

  1. Inserimos o item {Resistor} como item-filho da “Placa”. item alternativo 4
  2. Criamos uma ordem de produção de 200 unidades do item “Placa”. Para essa quantidade, serão necessários 200 resistores. item alternativo 6
  3. O estoque tem as três marcas de resistores.item alternativo 7
  4. Conforme o critério de baixa do item-conjunto alternativo {Resistor}”, a preferência será pelo “Resistor A”. Caso faltem resistores da marca “A”, o “Resistor B” suprirá a demanda, e assim por diante.
    1. item alternativo 8item alternativo 9
  5. Após a baixa, a ordem de produção mostra os insumos:item alternativo 10