Estoque parado na indústria: suas causas, como evitar?

estoque-parado-maxiprod-blog

Estoque parado na indústria: suas causas, como evitar?

Assim como tempo é dinheiro, mercadoria também é. E você não quer o seu estoque parado!

Toda mercadoria parada gera custos desnecessários e afeta o fluxo de caixa. Portanto, o giro de estoque é um fator fundamental para a saúde financeira da sua empresa. Na indústria, o estoque parado se torna um problema ainda maior, pois a falta de controle das matérias primas pode afetar os prazos de entrega, gerando riscos ao relacionamento com os clientes e à rentabilidade.

Nesse artigo, são analisados alguns fatores que geram este problema e algumas ações para evitá-lo ou resolvê-lo, caso já o tenha identificado no seu negócio.

Quais as principais causas do estoque parado?

A falta de giro no estoque pode ser causada por vários motivos, como por exemplo:

Fluxo de vendas insuficiente

A falta de uma estratégia eficaz de venda pode acarretar dificuldades para colocar os produtos no mercado, e gerar um acúmulo no estoque.

Sazonalidade e tendências de mercado

A variação na demanda de produtos pode ocorrer por diversos motivos (temporadas agrícolas, incidência de doenças, questões climáticas etc.), e, se não for prevista, pode resultar em excesso de estoque.

Compras mal programadas

Falhas na organização do setor de compras podem afetar os níveis de estoque. Uma compra feita cedo demais, tarde demais ou em quantidades indevidas pode gerar excesso da mercadoria em estoque, travar a produção e a utilização do estoque de outras matérias-primas.

Problemas de logística

Atrasos em entregas e falta de monitoramento de inventário estão entre os principais problemas logísticos que podem causar a retenção de estoque nos armazéns.

Ciclos econômicos

Flutuações econômicas e incertezas no ambiente de negócios podem afetar a demanda de forma imprevisível, contribuindo para o estoque parado.

Falhas de comunicação

A falta de comunicação entre os setores de uma empresa gerar demandas repetidas, compras em excesso e, consequentemente, estoque inflado.

Como o estoque parado afeta o resultado?

Os principais motivos para evitar o estoque parado são os impactos negativos nos resultados.

De bate-pronto, vem à mente os custos desnecessários com armazenagem. Além disso, sem um acompanhamento dos prazos de validade e da depreciação, as mercadorias podem desvalorizar, sendo que o capital investido nesse estoque poderia ser aproveitado em outras oportunidades mais lucrativas.

Outra consequência é a dificuldade para descartar ou vender esses estoques. Em muitos casos, acabam sendo necessárias políticas de desconto, afetando a margem de lucro. Em caso de descarte, além dos custos adicionais, os possíveis danos ambientais podem resultar em sanções para a empresa.

Como prevenir e/ou remediar o estoque parado?

Vejamos algumas estratégias para prevenir e/ou solucionar os impactos desse problema em uma empresa.

Planejamento

Estudar resultados históricos, definir estratégias, traçar metas, analisar o mercado e os padrões de consumo. Tudo isso faz parte de um planejamento que coloca a empresa no caminho certo. Entender a demanda real de cada período ajuda a reduzir o excesso ou a falta de estoque.

Um passo importante nesse planejamento é a definição de um método de gestão de estoque. Seja FEFO, FIFO, curva ABC, Just in Time ou qualquer outro método, o importante é que a empresa disponha das ferramentas necessárias.

Monitoramento

Mantendo o registro fiel dos níveis de estoque, a empresa consegue identificar produtos e mercadorias obsoletos ou de baixo giro, bem como antecipar-se às flutuações do mercado.

Capacitação

Apenas uma equipe bem qualificada percebe as nuances dos relatórios de estoque, e sabe quais medidas tomar ao perceber o estoque parado.

Além da qualificação dos responsáveis pelo estoque, é necessário observar a qualidade do trabalho dos compradores e vendedores. Um bom relacionamento com os fornecedores resulta em melhores prazos de entrega, condições de pagamento e outros benefícios, e o bom relacionamento com o cliente vai fidelizá-lo e garantir o giro dos produtos.

Tecnologia

O investimento em tecnologia também pode ajudar. Um bom ERP, por exemplo, pode ajudar a estruturar o processo de compras, definindo a política de reabastecimento com base no método de gestão de estoque que foi escolhido. Isso vai ajudar diretamente na manutenção dos níveis ideais de estoque.

Um outro ponto que pode ser aprimorado com o uso de um software é a extração de relatórios gerenciais. A tomada de decisões baseadas em dados reais, confiáveis e extraídos de uma fonte única, vai trazer resultados mais confiáveis e alinhados com o planejamento da empresa, permitindo avaliações do do giro de estoque e do desempenho em geral.

Como o ERP MAXIPROD ajuda a reduzir o estoque parado?

Por ser um sistema completo e integrado, o ERP MAXIPROD disponibiliza diversas funcionalidades que auxiliam na gestão do estoque, das compras e da produção.
A elaboração de relatórios gerenciais personalizados, a utilização do MRP para gerar solicitações de compra e ordens de produção baseadas nas reais necessidades, a mitigação de erros humanos pela automatização e o aumento de produtividade são apenas alguns dos recursos e vantagens que o ERP MAXIPROD agrega ao seu processo, ajudando e acompanhando o crescimento na sua empresa.

Não perca tempo! Faça um teste com o ERP MAXIPROD e elimine o estoque parado da sua empresa!

Compartilhe este post

Categorias

Categorias

Quer ficar por dentro de todos os nossos conteúdos mensalmente?

Acesse a nossa Newsletter e confira artigos sobre a sua indústria e novas funcionalidades!

    Quer conhecer melhor como funciona o sistema de gestão MAXIPROD para a sua empresa?

    Faça um teste gratuito e simule com dados reais!