DRE

DRE

A DRE (Demonstração dos Resultados do Exercício) apresenta, de forma resumida, o resultado líquido de um intervalo de datas, considerando as contas de resultados (receitas, custos e despesas), segundo o princípio contábil do regime de competência.  O resultado líquido pode ser de lucro ou prejuízo.

Todas as empresas são obrigadas a elaborá-la, com exceção das MEI (Micro Empreendedor Individual). Além disso, as empresas que geram o Sped Contábil (ECD) precisam enviar as informações da DRE, junto com o Balanço Patrimonial.

Cada DRE corresponde a um período, com datas inicial e final, permitindo calcular a DRE mensal, trimestral, anual, etc. A DRE é formada por linhas denominadas Códigos de aglutinação.

No cadastro de contas contábeis, pode-se associar um código de aglutinação a cada conta contábil. O valor de cada código de aglutinação corresponde ao saldo (crédito – débito) dos lançamentos contábeis das contas vinculadas ao código, durante o período definido.

O ERP MAXIPROD disponibiliza uma DRE padrão, que pode ser personalizada, conforme o plano de contas de cada empresa.

Como configurar uma DRE ?

Códigos de aglutinação

Primeiro, é necessário cadastrar os códigos de aglutinação que serão utilizados no cálculo dos lançamentos contábeis de determinadas contas, através do menu Contabilidade > Cadastros > Códigos de aglutinação 

Estes códigos consistem de divisões e subdivisões da DRE. Assim, devemos cadastrar os códigos referentes ao “Custo de produtos vendidas”, “Despesas Administrativas”, “Receitas Financeiras”, “Lucro Bruto”, “Lucro/Prejuízo Operacional”, etc.

Os códigos de aglutinação são atribuídos a contas contábeis. Todos os lançamentos em contas associadas aos códigos de aglutinação são considerados na DRE. A atribuição de códigos de aglutinação a contas contábeis é feita através do menu Contabilidade > Cadastros > Contas contábeis, editando a conta contábil desejada. Na tela de edição da conta contábil, há um campo “Código de aglutinação” com opções cadastradas previamente.

Cadastramento da DRE 

Uma vez cadastrados os códigos de aglutinação, pode-se criar a tabela de cálculo, através do menu Contabilidade > Cadastros > DREs

Nesta tela, clique no botão para criar uma nova DRE. É-lhe atribuído um nome e marcada a caixa de seleção “Favorito”, caso esta seja a DRE a ser utilizada para fins fiscais (como a emissão da Sped Contábil (ECD), por exemplo). Feito isto, podemos estruturá-la conforme os códigos de aglutinação previamente cadastrados, clicando novamente no botão

Na inserção de um código de aglutinação é definida a ordem de apresentação (por exemplo, 1 para  “Receitas de Vendas”, 2 para “Outras Receitas”, 3 para “Deduções de Receitas”, etc). Também é definido o grupo ao qual este código pertence: ou “Receita ou valor que representa incremento do lucro” ou “Despesa ou valor que representa redução do lucro”. Ou seja, se os valores forem negativos, deverá ser “Despesa…”; já se forem positivos, somados à DRE, o grupo deverá ser “Receita…”

Se for definido um campo “Código de aglutinação de nível superior”, então tudo que for calculado para o próprio código de aglutinação também será somado/subtraído ao código de aglutinação de nível superior. Por exemplo:

  • atribui-se o código superior “Receita Bruta de Vendas” aos códigos de “Receitas de Vendas”, “Outras Receitas” e “Deduções de Receitas”
  • atribui-se o código superior “Lucro Bruto” aos códigos de “Receita Bruta de Vendas” juntamente com “Custos de Produtos Vendidos” e “Despesas de Produtos Vendidos”

Ou seja, os valores de cada código de aglutinação são calculados e tem o valor somado ao código de aglutinação de nível superior.

Abaixo, o exemplo dos códigos de aglutinação devidamente estruturados no cadastro de nosso DRE padrão:

Importante! A DRE da imagem acima é cadastrada por padrão no sistema em todos as assinaturas no momento de sua criação.

Cálculo da DRE 

Uma vez cadastrados os códigos de aglutinação e a DRE, pode-se calculá-la para determinado período, através do menu Contabilidade > DRE

Nesta tela, deve-se selecionar uma DRE previamente cadastrada e preencher as datas inicial e final do intervalo de cálculo. Clicando no ícone , é atualizada a tela e são preenchidos os valores calculados de cada código de aglutinação.

A imagem abaixo mostra um exemplo de DRE calculada para o ano de 2020, mostrando o “Valor final”, calculado através dos lançamentos contábeis das contas associadas a cada um dos códigos de aglutinação no período. Os códigos de aglutinação em negrito correspondem a códigos de nível superior que, como explicado anteriormente, tem seu valor calculado através dos valores dos códigos de aglutinação inferior.

Atenção:  todos os exemplos acima podem ser vistos no assinante de demonstração.

Como filtrar a DRE por pedido de venda e item de pedido de venda?

O ERP MAXIPROD permite visualizar a DRE filtrada por pedido de venda ou por item de um pedido de venda.

Para filtrar a DRE por pedido, habilite os filtros destacados na imagem abaixo:

Serão apresentados os valores de lançamentos contábeis vinculados a contas contábeis do modelo de DRE exibido, que possuem vínculo com itens de pedido de venda. A imagem abaixo mostra como verificar se o lançamento contábil está vinculado a um item de pedido de venda.

Para vincular lançamentos contábeis a itens de pedidos de venda, utilize um dos caminhos a seguir:

a) se lançamento contábil gerado a partir de emissão de nota fiscal: utilize o campo “Pedido de venda” e “Item de pedido de venda” destacado na imagem abaixo.

b) se lançamento contábil gerado a partir de recebimento de nota fiscal: utilize o campo “Pedido de venda” e “Item de pedido de venda” destacado na imagem abaixo.

c) se lançamento contábil criado manualmente: utilize o campo “Pedido de venda” e “Item de pedido de venda” destacado na imagem abaixo.

Observação: a conta contábil escolhida deve estar parametrizada conforme indicado na imagem abaixo.

 

Exemplo de DRE – revenda de produto

A seguir, mostramos em detalhes uma DRE de pedido de venda, de um caso de revenda de produto, e os respectivos lançamentos contábeis.

A linha da DRE “(+) Receita Vendas” recebe o valor do lançamento contábil destacado na imagem a seguir. Este lançamento foi gerado ao emitir a nota fiscal de venda.

O valor de 899,00 vem do campo destacado na próxima imagem, exibido no item da nota fiscal emitida, Também foram destacados alguns campos fundamentais para a vinculação da DRE ao pedido de venda.

A linha da DRE “(-) Custos Produtos Vendidos” recebe o valor do lançamento contábil destacado na imagem a seguir. Este lançamento foi gerado ao emitir a nota fiscal de venda.

O valor de 355,00 vem do campo destacado na próxima imagem, exibido no item da nota fiscal recebida:

As despesas administrativas resultam do título a pagar destacado nas próximas imagens:

Observação: a conta contábil 94 “Anúncios e recrutamentos” foi parametrizada para alocar seus lançamentos na linha do DRE “(-) Despesas Administrativas”.

As despesas comerciais também tem origem em título a pagar destacado nas próximas imagens:

Observação: a conta contábil 120 “Comissão para vendedores” foi previamente parametrizada para alocar seus lançamentos na linha do DRE “(-) Despesas Comerciais”.

 

Exemplo de DRE – produção e comercialização de produto fabricado

Vamos ver em detalhes uma DRE de pedido de venda de produção realizada em um mês e comercialização do produto fabricado em outro mês, e os respectivos lançamentos contábeis.

A linha da DRE “(+) Receita Vendas” recebe o valor do lançamento contábil destacado na imagem a seguir. Este lançamento foi gerado ao emitir a nota fiscal de venda.

O valor de 2.500,00 vem do campo destacado na próxima imagem, exibido no item da nota fiscal emitida. Também foram destacados campos necessários para a vinculação no DRE por pedido de venda.

A linha da DRE “(-) Custos Produtos Vendidos” recebe o valor do lançamento contábil destacado na imagem a seguir. Este lançamento foi gerado ao emitir a nota fiscal de venda.

O valor de 550,00 corresponde à soma das baixas para a ordem de produção do produto acabado, conforme destacado na próxima imagem. A janela a seguir é acessada a partir do menu “Produção” > “Ordens de produção” > selecione a linha da OP desejada > menu “Consultar” > opção “Insumos (rastreabilidade) de item concluído”.

Observação: a partir da tela de movimentações de estoque (menu “Estoque” > opção “Movimentações”), as baixas para a ordem de produção e a conclusão da OP foram realizadas no mês anterior à data de emissão da nota fiscal. Isto não impede a contabilização do DRE, pois o valor apurado no mês anterior é utilizado no lançamento contábil do custo do produto vendido (CPV) do mês da emissão da nota.